A Casa da Ovelha é um daqueles destinos que merecem que você dedique metade do dia para poder curtir as atrações oferecidas. Do dar mamadeira as pequenas ovelhinhas ao ver a destreza dos cães pastores dominam as ovelhas a gente quase que não pisca. E mesmo se não estiver com crianças pela Serra Gaúcha, recomendo que repense e coloque esta atração no seu roteiro.
Casa da Ovelha – Caminhos de Pedra – Bento Gonçalves – Rio Grande do Sul
Depois que definimos que ficaríamos 4 noites em Bento Gonçalves, iniciei a busca sobre o que fazer pela região além das vinícolas. Isso para tornar os nossos dias ali agradáveis para Manu também, que curiosa como ela se entediaria passando os dias degustando (quando que possível) suco de uva. Pelo instagram do blog Felipe o Pequeno Viajante vi uma foto no Parque da Ovelha, e logo fui buscar ler o post completo. Dali não titubiei e já coloquei esta atração na lista do que fazer em Bento. 
A Casa da Ovelha é composta pelo Parque da Ovelha e pela Loja. Na Loja, é possível conhecer os mais diversos produtos oriundos das ovelhas, variando de queijos e leite a produtos de beleza.  Na loja, pelúcias e lembranças do Parque também são encontrados.
Entrada – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS

 

Casa da Ovelha –  Bento Gonçalves/RS

 

Nós – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS
Já no Parque da Ovelha é possível acompanhar a rotina em uma fazenda, as principais atividades são acompanhadas pelos turistas, em horário pré-determinado e com acompanhamento de monitores e instrutores. 

A rotina do Parque da Ovelha

É possível chegar no Parque a qualquer hora, e acompanhar as atrações a partir daquele momento. Mas a dica aqui é chegar cedo, logo no início, que dá para ir seguindo por todas elas até o meio dia. E assim fizemos – chegamos um pouco antes das 10 horas, pegamos os chapéus disponibilizados pela Casa, assim como nos protegemos com o uso de repelentes (também disponibilizados).
Esmero nos detalhes – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS

 

Miniatura da Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS
A primeira atração que fizemos foi a Amamentação. De forma prática e clara, fomos guiados para a local onde as pequenas ovelhas são amamentadas, e instruídos de como deveria ser feito a amamentação. Logo após, cada pessoa (ou casal) recebia uma mamadeira e poucos minutos depois uma ovelha para dar mamadeira. O momento é muito gostoso, e é impossível não se encantar. Manu, ficou com medo no início, mas logo se tranquilizou e passou a fazer carinho no animal. O período de amamentação dura cerca de 30 minutos – e o tempo é corrido! 
Hora de receber as instruções sobre amamentação – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS

 

Demostração – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS

 

Observando os pequenos – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS
Tirando a prova dos nove – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS
Após a amamentação, hora da Falcoaria. Essa parte é uma parceria do parque com um grupo especializado na arte da falcoaria. Ali, podemos observar a destreza de Jade (falcão que estava no dia que fizemos o passeio) e como ela entende e atende o seu instrutor. Jade voou pelos turistas e até pousou para foto. Nesta hora, o encanto foi de todos! 
Falcoaria na Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS

 

Jade fazendo suas demostrações de voo – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS

 

Foto com a Jade – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves
A Tosquia foi outra atividade que acompanhamos. Nessa hora, é apresentado os métodos de tosquiar as ovelhas e o porque é importante essa atividade. Com muita habilidade, o monitor demostrou como ele prefere tosquiar – com a tesoura. Segundo nos foi repassado, lá eles não usam a lá para beneficiamento, e o principal motivo da tosquia e no verão manter as ovelhas frescas.  
Tosquia de Ovelhas – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS

 

Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS

 

Tosquia – Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS

 

Casa da Ovelha – Bento Gonçalves/RS
Depois, hora de rir com Brisa e Tinha no Pastoreio. Essas duas border collies mostraram todos os seus dotes com o pastoreio das ovelhas e a interação com o pastor. De fala calma e mansa, geralmente quando dirigia algum comando as duas, o pastor tinha o cuidado de falar fora do microfone – pois seu sussurro já era o suficiente para que elas executassem o comando.  
As ovelhas da Casa das Ovelhas!

 

Posando durante o pastoreio – Casa das Ovelhas – Bento Gonçalves/RS

 

Dupla dinâmica – Casa das Ovelhas – Bento Gonçalves/RS
Por fim, finalizamos com a Degustação. Neste momento, fomos encaminhados para uma sala, onde a monitora contou um pouco da história da Casa da Ovelha, como ela foi sendo ampliada e seus produtos destacados no mercado. Também degustamos os principais queijos produzidos, além do doce de leite e iogurte.  
O sorriso mais lindo da Casa das Ovelhas
E sobre a história, impossível não se encantar com ela. A estrada onde está localizada a Casa da Ovelha tinha muitas casas de madeira e pedra, devido aos métodos construtivos utilizados no início da colonização da região.
Com o tempo, construções de alvenaria foram ganhando espaço e as de madeira/pedra demolidas para dar lugar a casas mais modernas. A edificação principal (onde funciona a loja e laticínio) era de outro proprietário, e ficava em outro lote. Sabendo que seria demolida, ela foi comprada e transferida para a sua atual localização. Esse processo durou coisa de dois meses, após alocado, foram pensar no que fazer com a edificação. Uma ideia foi a fazenda de ovelhas, que por sua vez deu origem ao laticínio e daí foram ampliando para o que se tem hoje.
O ingresso custa (janeiro/19) R$60,00 (sessenta reais) por pessoa. Devido ao fato de ter 5 anos, Manu não pagou. Ao adquirir o ingresso, a gente ganha um pulseira. Com ela, podemos entrar e sair do Parque durante todo o dia. Ou seja, caso tenha chegado no meio da manhã, é possível assistir parte das atrações, sair para almoçar e voltar para o que desejar ver pela tarde.

Nossa percepção

Se a gente gostou? Obvio! Foi um passei bem diferente do que estávamos fazendo e até mesmo do que estamos acostumados (visto que fazendas de ovelhas não são tantas no Espírito Santo). Manu ficou louca com as pelúcias da loja, com como ainda tinha muitos dias e passeios por Bento, ele pode escolher um – e um chaveiro ovelha veio morar no sudeste!
Compartilhe: