área comum

Onde ficar é sempre uma dúvida cruel quando o destino já está certo! E aí, a escolha do local depende muito mais do que simplesmente o quanto estamos dispostos a pagar. Levamos em consideração como iremos nos deslocar pela cidade, os principais atrativos que vamos visitar e se o hotel e/ou pousada está perto ou se tem aquelas facilidades que combinam com o clima do local. E assim, a gente conta como escolhemos onde ficar em Bento Gonçalves.

área comum

Jacuzzis do Laghetto

As Rotas Turísticas de Bento Gonçalves exigem que ou esteja disposto a alugar um carro para percorre-las ou já tenha fechado um roteiro com agência de turismo, pois não são tão próximas uma das outras. Outra coisa a ser levada em consideração é como irá comer a noite – horário em que muito dos restaurantes das Rotas estão fechados.

Assim, queríamos um hotel no centro de Bento e com algumas opções de restaurantes próximos, para poder irmos a pé jantar. Também demos uma olhada se tinha serviço de restaurante, para aquele possível dia em que a gente estaria cansado mas a janta da Manu não seria um problema.

Como estávamos em Gramado e de carro, buscar um hotel que tivesse garagem também estava na lista. Que também foi somada a ter uma piscina/algo do tipo para aquele dia a tarde poder dar uma descansada boa.

Com os itens desejados listados e um limite de preço definido, fomos a busca das hospedagens em Bento Gonçalves analisando as avaliações do TripAdvisor, do Booking e também de blogs.

Nossa Escolha de Onde Ficar em Bento

Eis que acabou que trocamos a piscina por jacuzzis e o nosso onde ficar em Bento foi o Hotel Laghetto Viverone Bento. Já tínhamos tido a vontade de ficar num Laghetto pela nossa passagem por Gramado, mas as diárias lá estavam salgadas demais para o nosso bolso. Mas em Bento rolou, e foi só tranquilidade!

Como a reserva foi feita com antecedência, conseguimos diárias por menos de R$300,00 (trezentos reais). O quarto que nos colocaram era amplo, com ar condicionado (que não usamos nem um dia sequer – mesmo estando em janeiro), tv tela plana e frigobar. O colchão era novo, assim como os travesseiros e roupas de cama e banho.

Quarto

Quarto – Hotel Laghetto Viveroni

Quarto

Um pouco mais do quarto – Laghetto Viveroni

O banheiro era amplo, com amenities repostas todos os dias, no momento da limpeza do quarto.

banheiro

Banheiro – Hotel Laghetto Viveroni Bento

banheiro

Amenities – Laghetto Viveroni Bento

O hotel estava cheio, mas acabou que nos horários que a gente levantava para o café da manhã a procura já não era das maiores. Assim, não tivemos problemas com mesa ou algo do tipo.

Alias, o café da manhã era bem variado, com muitas opções de pães e bolos, além de frutas e suco de uva (integral). Ovos mexidos também se viam por ali, assim como frios.

café da manhã

Café da Manhã – Hotel Laghetto Viveroni Bento

 

café da manha

Um pouco do café da manhã do Hotel

As facilidades do hotel vão desde a sua área comum com academia, sauna e duas jacuzzis ao atendimento dos funcionários. A localização, permitiu sairmos para jantar a pé – o que dava a gente o direito dos dois poderem beber juntos.

Será que ela foi todos os dias aí?

área comum

Área kids – que acabou que Manu não usou nenhum dia

Como previsto, teve dia que a gente chegou cansado para sair a noite sem comer – e acabou que também satisfeitos. Neles, usamos o serviço de quarto para pedir um prato executivo e noutro um sanduíche para Manu. Os preços não eram dos mais baratos, mas se pensando em hotel, acessíveis.

pf

Prato executivo do restaurante do Hotel Laghetto

misto

Sanduíche do restaurante do Hotel Laghetto Viveroni Bento

E se a gente recomenda?

SIM! Manu curtiu a beça chegar a tardinha no hotel e ficar da Jacuzzi relaxando. A gente também curtiu poder sair a noite sem carro para jantar em bons restaurantes. Por isso, se perguntar onde ficar em Bento a resposta rápida será no Laghetto Viveroni.

Mas, ficar nas Pousadas cercadas por vinhedos é uma daquelas tentações. E que ainda tá na listinha de coisas que um dia faremos!

Compartilhe: