trem

Passear de trem pelas paisagens do Sul do Brasil é sem dúvida alguma uma delícia. E assim foi o Passeio de Trem Maria Fumaça que fizemos, de Carlos Barbosa a Bento Gonçalves. Neste passeio ainda tiver muita história, música e um cuidado com o turista do início ao fim, é de se apaixonar logo!

Passeio de Trem

Maria Fumaça – Bento Gonçalves/Garibaldi/Carlos Barbosa

O Trem do Vinho

A ferrovia que hoje é utilizada pelo passeio possui cerca de 23 km, passando por Carlos Barbosa, Garibaldi e Bento Gonçalves. No início, era utilizada tanto para escoar os produtos da região quanto para o transporte de passageiros. Após desativada, teve-se início a exploração turística desta, através de passeios histórico-culturais que são recheados de muita música italiana e gaúcha.

Estação de Carlos Barbosa

Chegada do Trem na Estação – Carlos Barbosa/RS

As locomotivas que fazem deste passeio especial são raridades da Revolução Industrial, funcionando a base de briquete (hoje, feitos de madeira reflorestada) e água (capitada da chuva). A velocidade da locomotiva fica entre 20 e 30 km/h, tornando fácil captar cenas da paisagem e fazendo com que os 23 km sejam percorridos num tempo de 1h30.

Passeio de Trem

E durante o percurso, deu para apreciar as hortênsias que ainda estavam floridas

Percurso do Trem

Sobre o percurso do passeio de Maria Fumaça em Bento Gonçalves/RS

Nos carros utilizados para o transporte de passageiros, um ainda guarda os bancos de madeira – o n.215. Este já foi cenário de filmes de época e também muito solicitado como cenário de fotos de época.

O Passeio de Trem Maria Fumaça

É possível fazer o passeio de trem tanto de Bento Gonçalves a Carlos Barbosa como de Carlos Barbosa a Bento Gonçalves, o que fizemos. De acordo com o horário de saída dos passeios e os dias disponíveis (dá para consultar no site da Giordani Turismo), você pode encolher a estação.

Os ingressos foram comprados com antecedência direto com a Giordani Turismo. Devido ao fato de Manu ter 5 anos, não foi cobrado o dela (desde que fosse conosco no colo). O valor do ingresso foi R$135,00 (jan/19) por adulto, e nele continha o deslocamento de Bento Gonçalves a Carlos Barbosa de ônibus e o retorno de Maria Fumaça e a entrada ao Parque Epopeia Italiana.

A orientação é chegar um pouco antes do horário da saída do ônibus para retirar os ingressos na bilheteria da estação. No horário combinado agentes da Giordani conduzem os turistas e passam as informações referentes ao passeio.

Chegando a Estação Carlos Barbosa, somos recebidos com música italiana, e na ocasião estava a bela voz da Ines Rizzardo.

Estação de Carlos Barbosa

Recepção na Estação de Carlos Barbosa, em música Italiana – Carlos Barbosa/RS

Após a chegada do trem e desembarque dos passageiros (de forma orientada pelo pessoal da Giordani) entramos no nosso vagão. Estrategicamente alocados no vagão estão pequenas taças de acrílico, que mais tarde servirão para a degustação de vinhos e suco de uva.

estação de trem

Informações importantes – Estação de Carlos Barbosa/RS

trem

Chegada da Maria Fumaça na Estação de Carlos Barbosa/RS

O passeio começa com orientações sobre segurança, localização dos banheiros e como será a parada para degustação de vinhos e suco de uvas em Garibaldi. Logo após essa explanação, tem-se início as apresentações culturais. Cada apresentação dura em torno de 10-15 minutos, e varia entre música italiana e gaúcha.

familia

Nós preparados para o passeio de Trem Maria Fumaça

apresentação cultural

Um pouco da apresentação cultural do Trem Maria Fumaça

Maria Fumaça

A Disputada foto em frente a Maria Fumaça, em Garibaldi/RS

Durante o passeio é oferecido suvenires e também tem serviço de bordo. Para a pequena, compramos (depois dela muito pedir) um chaveiro (R$5,00), como recordação.

A título de programação, o nosso horário para saída da Estação de Bento estava às 14h50 e a entrada para o Parque Epopeia (no retorno a Bento) às 17h30. Esse foi o tempo exato para todo o passeio de trem, considerando o embarque e parada em Garibaldi para degustação.

Nossa Experiência no Trem Maria Fumaça

Impossível não soltar sorrisos e se alegrar com a história e apresentações ao longo do passeio. Sem dúvida, essa foi uma experiência fantástica para nós e a pequena. Para quem tiver vontade de ver como se dá as apresentações culturais, indicamos buscar pelos videos na internet. Mas confesso que deixar para se surpreender lá também é uma boa.

Mesmo estando em janeiro, pegamos muita serração e um friozinho (por torno de 20°C) neste dia – e por isso levar um casaco ajuda. Também foi bacana casar o passeio com posterior visita ao Parque Epopeia Italiana (que a gente conta num próximo post).

Na parada em Garibaldi, além dos produtos para degustação (inclusos no passeio) havia uma vendedora de pastel, do lado do fora daquele delimitado aos turistas. Acabamos comprando seus pasteis – que estavam deliciosos. Então fica esta dica também, de levar um dinheiro trocado para apreciar essa outra delícia da Serra Gaúcha.

Viagens de Trens

E como viajar de trem é não só um meio de deslocamento, como passeios turísticos deliciosos, tem blogagem coletiva sobre o tema.

Diversas formas e experiências sobre viagens de trem pelo Brasil e pelo mundo são contados nesta blogagem, como podemos conferir:

  1. Viajante Econômica – Dicas para viajar de trem na Europa 
  2. Recordações de Viagens – Conhecendo os Alpes Japoneses de Trem 

E aí, já escolheu a próxima viagem de trem?

Compartilhe: