Projeto Tamar

Projeto Tamar. Sim, não vamos negar que somos fãs desse projeto e adoramos sempre visita-lo. E a parte boa é que ele esta espalhado por boa parte da costa brasileira, sendo assim uma opção para muitos destinos de praias. Aqui, a gente vai contar nossa experiência no Tamar da Praia do Forte, em Mata de São João, na Bahia.

Projeto Tamar

Uma das belezuras do Tamar!

O Projeto Tamar

Distribuído pela costa brasileira de sul a norte, o Projeto Tamar está a mais de 30 anos se dedicando a pesquisa, proteção e o manejo de cinco espécies de tartarugas marinhas: tartaruga-de-couro, tartaruga-de-pente, tartaruga-oliva, tartaruga-cabeçuda e tartaruga-verde – todas frequentadoras das nossas praias para a desova.

As bases do Projeto Tamar também fazem um belíssimo trabalho de educação ambiental, através das visitas guiadas e da promoção do contato com estes animais. E por isso, sempre que possível a gente sempre visita as bases do Tamar – e porque não, nutrir o sonho de um dia conhecer todas? Por aqui a Manu já conheceu a base de Fernando de Noronha e Vitória, e acompanhou a soltura de tartarugas na base de Regência.

Praia do forte

Distribuição do Projeto Tamar pelo Brasil

O Tamar na Praia do Forte

O Museu Tamar da Praia do Forte nasceu em 1982, junto com a base de pesquisa. De acordo com o Tamar, são 600 mil litros de água salgada com exemplares de fauna marinha da região e de quatro das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil.

O local, escolhido devido a sua biodiversidade, a beleza natural e a riqueza histórica e cultural desta região turística fazem do Museu um dos mais frequentados do Brasil, atendendo a cerca de 600 mil pessoas/ano, entre membros da comunidade, estudantes, pesquisadores e turistas brasileiros e estrangeiros, de acordo com as informações do próprio Tamar.

Praia do Forte

Vista do Tamar para a Praia

Praia do Forte

Um pouco da dimensão dos tanques do Projeto Tamar na Praia do Forte

Praia do forte

Mapa esquemático do Projeto Tamar

O local conta com salas de projeção de videos, exposições de artistas locais e aquários com diversas espécies marinhas além das esperadas tartarugas, como arraias e tubarões, além de algumas espécies de peixes. A vista, é para as piscinas naturais, que ficam lindas na maré baixa e sendo uma ótima área para a prática de flutuação e observação.

Praia do Forte

Aquário para toque de Arraias

Tamar

Já viu uma Arraia assim de pertinho? Projeto Tamar – Praia do Forte

Praia do forte

Dos cenários encantadores do Projeto Tamar

É também possível curtir o restaurante do projeto, que conta com opções que vão desde entradas como ostras gratinadas (R$15,00 em jan/2020) a pratos principais mais elaborados, como Polvo Glaceado (R$89,00 em jan/2020). Mas ali também rola sanduíches e opções de lanches. Aos sábados, acontece também as Serenatas no Tamar, ao anoitecer. E para frequentar a área do restaurante não é necessário entrar no Projeto.

Praia do Forte

Área aberta do Projeto Tamar

E para fechar, tem ainda a loja do Tamar – que é bem difícil de passar e resistir. Mas seguimos o nosso objetivo, e passamos apenas babando pela loja.

Praia do Forte

Belezuras das lojinhas do Tamar

Informações Importantes

O Tamar Praia do Forte fica aberto das 11h30 às 17h, das quartas aos domingos. Esta localizado na Av. Farol Garcia D’Ávila. A chegada é tranquila, logo atrás da Igreja de São Francisco.

O ingresso custa R$28,00 (janeiro de 2020), com direito a meia entrada para estudantes e as gratuidades previstas por lei.

Nossa Experiência

Como já tinha relatado no nosso posto sobre a Praia do Forte, o Projeto Tamar foi a alegria da Manu. Ali ela encostou em arraias, conheceu espécies diferentes de tubarão e de quebra, viu um filminho com a Kelly Pente (personagem do Tamar que ela curte).

Praia do Forte

Manu e o tutuba!

Praia do Forte

CineeTamar – Praia do Forte

Ficamos pelo menos 2 horas no Projeto, e digo que só não ficamos mais porque a gente tava sem almoçar – e a ideia era que não comer apenas na janta. O dia estava nublado, então acho que se tivesse sol, a gente teria ficado mais tempo. Acabou que não chegamos a fazer a visita guiada (que tem horários marcados), devido ao nosso horário. Mas é possível ficar facilmente mais tempo por lá – e porque não, combinar com o pôr do sol.

Projeto Tamar

Manu e a Tartaruga – Projeto Tamar da Praia do Forte00

Curtiu nossa experiência e também já quer conhecer o Projeto Tamar da Praia do Forte? Que tal conferir esse passeio pelos olhos do blog Viajante Comum e Vivi na Viagem ?

Compartilhe: